Aquele Que Vive é Crê Em Mim, Não Morrerá Jamais

Aquele Que Vive é Crê Em Mim, Não Morrerá Jamais
Aquele Que Vive é Crê Em Mim, Não Morrerá Jamais

Aquele Que Vive é Crê Em Mim, Não Morrerá Jamais

Estimados irmãos e irmãs. Caminhando rumo a Páscoa, temos um acontecimento que já nos faz vislumbrar mais claramente o que acontecerá com Cristo Jesus. Ao fazer Lázaro retornar a vida, Jesus manifesta sua divindade e mostra antecipadamente o que acontecerá com Ele no Domingo da Páscoa. Lázaro ressuscita, mas torna a morrer posteriormente.
Cristo ressuscita e vive para sempre.

Sensibilizado com a morte do seu amigo Lázaro e pela dor de Marta e Maria, Jesus vai ao encontro deles até Betânia. Além disso, para manifestar a glória de Deus e do seu Filho Jesus Cristo. Marta é a primeira que vai ao encontro do Mestre e estabelece com Ele um diálogo que se torna a centralidade do Evangelho. Pois tudo o que se realizará a partir de agora é para manifestar que Jesus é a ressurreição a vida (cf. Jo 11,25). Diante disso, Marta faz sua profissão de fé: "Sim, Senhor, eu creio firmemente que tu és o Messias, o Filho de Deus, que devia vir ao mundo" (Jo 11,27).

Esta é a nossa fé. Cremos na ressurreição dos mortos; na vida eterna. Nossa fé não nos livra da morte do corpo, mas nos garante a vida junto de Deus. Nele cremos, esperamos, confiamos. Ele é a vida!

Depois deste diálogo, Marta vai chamar sua irmã Maria que também vai ao encontro de Jesus e expressa o mesmo sentimento da sua irmã: "Senhor, se tivesses estado aqui, o meu irmão não teria morrido" (Jo 11,21.32). Ambas acreditavam que a presença de Jesus era vida e esperança. Porém, Jesus as surpreenderá ao realizar algo que não esperavam. Manifesta assim que o seu poder vai além daquilo que elas e a humanidade esperam. Deus não só cura as doenças mas dá vida a todos. Faz retornar a vida Lázaro.

Jesus manda tirar a pedra que fechava o túmulo. Marta interveio: "'Senhor, já cheira mal. Está morto a quatro dias’ Jesus lhe responde: 'Não te disse que, se creres, verás a glória de Deus?'" (Jo 11,39-40). Vejamos que interessante este aspecto. Lá onde humanamente não havia mais esperança, Jesus faz brotar de novo a vida.

Jesus reza, depois que tiraram a pedra, e Lázaro sai da sepultura caminhando sozinho. Precisamos tirar as pedras que estão em nosso caminho e nos impedem de caminhar; pedras que são os nossos pecados; nossa pequenez na fé. Abrir o nosso coração, assim como a sepultura, para Deus entrar e mudar todas as situações de morte que aí estão alojadas. "Ó meu povo, vou abrir as vossas sepulturas e conduzir-vos" (Ez 37,12) diz o Senhor Deus ao seu povo através do profeta Ezequiel. Deus quer nos conduzir para a vida.

Com estes sinais que manifestam sempre mais a grandeza e o poder de Deus, vamos caminhando para a Páscoa onde se manifestará por excelência a força da vida, o poder de Deus. Imploramos a misericórdia do Senhor por todos os que vivem fechados em suas ‘sepulturas’ do medo, tristeza, ignorância, mágoa, rancor para que se abram a graça vivificante de Deus. Ele tudo pode transformar com o seu poder e a sua misericórdia. Não tenhamos medo. Ele é a ressurreição e a vida.




Autor: Eu o sou

Postar um comentário

0 Comentários