Esse mundo pertence ao maligno

Esse mundo pertence ao maligno
Esse mundo pertence ao maligno
Quantas vítimas de atrocidades vemos no mundo todos os dias? Tantos assassinatos por motivos torpes, tantos latrocínios, tantos golpes? O ser humano é vulnerável ao mundo em que vive.

O que você diz, o mundo pertence ao maligno?

Há uns dias atrás vi a notícia de que um ambientalista que foi morto a tiros no Maranhão. Quando alguém se levanta para fazer a coisa certa não demora muito para ser pego em uma emboscada. O mundo pertence ao maligno, pois o mal quer comandar pelo uso da força e da covardia. Em outro momento uma juíza foi assassinada no Rio de Janeiro porque estava combatendo o crime organizado e policiais corruptos. Ela queria aplicar a justiça e pagou com a vida por isso.
Não importa quem seja aquele que se levanta contra o sistema, contra a corrupção, contra a bandidagem, ele é morto ou perseguido por aqueles que jogam nas escuras, que manipulam pelos bastidores e claro, não mostram a cara, nem assumem o que fazem. São covardes de marca maior, hipócritas nível "master". Por estas e outras que lhes digo, o mundo pertence ao diabo. Os ditadores sanguinários fazem a mesma coisa.

A diferença é que eles mostram a cara, apenas isso. Mas nada muda, pois matam todos aqueles que não se sujeitam a seu regime, a sua ditadura e seus desmandos. É a hipocrisia institucionalizada. E há ainda aqueles que são ditadores mas que disfarçam isso com a roupagem da democracia. Mas que por detrás dos panos continuam matando, perseguindo e ditando as regras, comprando o eleitorado, vendendo riquezas naturais a preço de banana, deixando a burguesia comandar o mercado. Em outras oportunidades eu disse: não tem como fazer a coisa certa sem correr riscos.

Ninguém pode se blindar contra o mal, porque ninguém está livre dele e o mal não subsiste em si mesmo. E o mal tem que ser combatido sempre.
Tudo na vida tem o seu propósito, momento e tempo. Há tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou. Tempo de chorar e tempo de rir, tempo de prantear e tempo de dançar. Tempo de rasgar e tempo de costurar, tempo de estar calado e tempo de falar... 

Dessa forma, avalie em qual momento da vida você está vivendo hoje.

Se está num momento difícil, tribuloso, aproveite para desenvolver intimidade com Deus. O deserto é a maior escola do Cristão! Agora, se está num momento de festa, alegria e contentamento aproveite para regozijar-se e glorificar ao Senhor.

Contudo, o mais importante de tudo é saber de uma coisa; em qualquer momento da nossa vida Jesus prometeu estar conosco: "E eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos". (Mateus 28:19). Amém?

Postar um comentário

0 Comentários